PARTIDO FEDERALISTA  - FASE FINAL DE FORMAÇÃO

PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE COMISSÕES EXECUTIVAS PROVISÓRIAS

META: Obter todas as assinaturas autenticadas até 31.07.13 e organizar o Partido com Estaduais e várias municipais em no mínimo 10 estados.

 

Como se habilitar:

 

Uma carta de federalistas anônimos que se juntaram para dizer a você algo muito importante! Você vai gostar.

 

POR FAVOR, LEIA COM ATENÇÃO PARA PODER COMPREENDER O FUNCIONAMENTO DA CONSTRUÇÃO DESTE PARTIDO, BEM DIFERENTE DOS DEMAIS.

 

Bem, todo líder precisa mostrar resultados - neste Partido, as coisas acontecem por mérito e todos que têm resultados são protegidos por um Estatuto inovador, que faz do Partido Federalista um verdadeiro partido político. Aliás, podemos dizer que é único no Brasil. Leia o Estatuto e vai entender.

 

Tudo começa com o preenchimento de um formulário do Programa de Captação Individual de Assinaturas que lhe habilitará a receber uma Autorização para representar o Partido junto aos cartórios zonais eleitorais. A Direção Nacional comunicará o fato ao TRE do seu Estado também. pois é exigência legal.

 

Capte as assinaturas de apoio e as autentique nos respectivos cartórios zonais de sua cidade, entregando uma cópia da sua autorização e uma cópia do comunicado ao TRE. O escrivão as receberá, dará um protocolo (sugerimos fazer cópias de todas antes de entregá-las ao cartório) e, pela legislação, o prazo para entrega de certidão ou das assinaturas autenticadas é de 15 dias. Nada complicado.

 

QUANTAS SÃO NECESSÁRIAS?

 

No Brasil são cerca de 500 mil. Na sua cidade, veja a tabela:

 

 

Nota: Se sua cidade tem menos de 3 mil habitantes, o mínimo pode ser ajustado com a Direção Nacional e/ou Estadual (caso exista uma no seu Estado).

 

Assista...Canal Federalista

 

FORME SEU TIME!

Uma comissão provisória se faz com um presidente, um secretário, um tesoureiro e dois vogais. E filiados! Ao mesmo tempo em que você e seu grupo colhem assinaturas e as autenticam nos cartórios zonais eleitorais, é imprescindível arregimentar filiados conforme a tabela acima. E filiado é coisa séria, precisa saber o que está fazendo.

E os filiados? Sim, são necessários! É porque assim que você e seu grupo cumprirem as metas - apoios autenticados e filiações - a Direção Nacional nomeará a sua Comissão Provisória oficialmente, orientando o registro em cartório de Títulos e Documentos  obtendo então o CNPJ como "filial" do Partido Federalista. Assim, a Comissão passa a ter 90 dias de prazo para se constituir em Diretório Municipal e os filiados é que comporão a Assembléia Geral (Convenção), elegendo os demais membros da Comissão Executiva (diretoria). Por força do Estatuto, os membros da Comissão Provisória permanecem no cargo pelo primeiro ano.  Ou seja, está garantida a liderança dos que trabalharam para formar o Partido. Mas os demais cargos que surgem com a formação do Diretório  deverão ser preenchidos por filiados fundadores, em eleição ocorrida na própria convenção (Assembléia Geral) de constituição do Diretório.

 

Nenhum destes atos ainda pode ser comunicado ao TRE, apenas ao Partido. Só se comunica ao TRE depois da obtenção do registro no TSE.

 

MAS E DEPOIS DE NOMEADA A COMISSÃO AINDA SEM O REGISTRO DO PARTIDO, COMO FICA?

O trabalho continua, agora com muito mais força! Se você e seu grupo tem pretensões políticas - esperamos que sim! - aproveite a oportunidade para colher muito mais assinaturas e obter muito mais filiados! Assim vocês contribuirão na contagem nacional, para que o Partido como um todo, obtenha as 500 mil, ou até muito mais!

E ainda, você conseguirá formar um fantástico "banco de eleitores" com os quais vocês poderão se comunicar com boletins impressos e/ou e-mails, vinculando o futuro eleitor que apoiou o registro do Partido ao Projeto Político para o modelo Federalista. é muito melhor e mais seguro conseguir o voto de um eleitor vinculado à esperança de se ter um País melhor, por uma vida realmente melhor graças ao fato de se ter Poder Local de verdade, com os impostos ficando na sua cidade, com direito de fazer leis no seu Estado e muitas de interesse da sua cidade na sua cidade, do que disputar os eleitores com as máquinas partidárias governamentais. Além do mais, nossa meta é obter toas as assinaturas - 500 mil - até 31.07.13.

 

SOBRE DISTRIBUIÇÃO DOS VOLUMES DE ASSINATURAS

A legislação não veda o acúmulo de mais assinaturas em um estado do que outros. Ou seja, pode-se conseguir 300 mil em um estado, 200 mil em outro e os demais sete estados apenas cumprirem o mínimo de 0,1% dos votos válidos a deputados federais, descontados nulos e brancos, dados na última eleição majoritária. Mas vale a lógica eleitoral: se você luta pelo mínimo, obterá o mínimo e não elegerá sequer um síndico... batalhe por cem mil, duzentas mil quinhentas mil assinaturas no seu estado, milhares na sua cidade, se quiser se eleger mesmo! Afinal, o Partido Federalista, para manter seu Programa e integridade, não coliga.

 

Apresentação sobre formação de comissões municipais

 

COMO FORMAR UMA COMISSÃO ESTADUAL

Apresentação sobre formação de comissões estaduais

 

Quem pretende formar uma comissão estadual deve se preocupar com as assinaturas de outra forma: a identificação de lideranças e/ou pessoas dispostas a liderar a formação de comissões municipais em pelo menos 05 cidades. E cada uma destas cumprir a meta municipal, conforme a tabela acima. Obviamente que se formar mais cidades, a Comissão Estadual já se formará mais forte. E ajudará a soma nacional das assinaturas e abrirá o caminho para eleição de parlamentares e até de um governador. É isso que se deve ter em mente!

 

Portanto, se você tem essa pretensão, obtenha a Autorização de representação do Partido para autenticação das assinaturas com poderes para substabelecimento estadual, o que lhe permitirá dar autorização para seus liderados municipais, sempre comunicando os atos ao Partido e ao TRE. A Autorização terá duração de 90 dias, mas cumpridas as metas de formar as cinco cidades e cada uma delas cumprir a sua meta, você e seu grupo terão garantida a liderança da Comissão Estadual, cuja formação se dá nos mesmos moldes de uma comissão municipal, como descrita acima, com a diferença de que todos os filiados do Estado farão parte da mesma, tendo direito a se candidatar aos demais cargos que surgirão com a formação do Diretório.

 

Todas as dúvidas serão dirimidas pela Direção Nacional.

 

PRONTO PARA COMEÇAR?

Baixe aqui o formulário para Comissão Municipal - mesmo que você comece apenas com você mesmo.

 

Baixe aqui o formulário para Comissão Estadual - Exige-se um pouco mais de preparo...

 

Siga as instruções contidas em cada um. Formulários abaixo. Tudo começa com o formulário PCIA.  Enviar para adm@federalista.org.br


LEMBRE-SE:

Só se habilite a receber uma autorização com intenção de formar uma comissão municipal se realmente tiver um grupo local, se tiver condições de formar um grupo e se tiver realmente intenção política - sua ou de membros de seu grupo - para candidatura local ou estadual. Se não tiver isso, você ocupará o espaço de outros, atrapalhando a formação do Partido. É melhor você começar apenas como membro do Programa Nacional de Registro do Partido Federalista, captando assinaturas e autenticando-as na medida das suas possibilidades, ajudará muito mais. E, se na continuação desse processo sentir que é possível formar uma comissão, comunique ao Coordenador do seu Estado ou à Direção Nacional. Ou, caso já tenha a formação de uma comissão local, una-se à mesma, e conquiste seu espaço apenas com seu trabalho.

 

IMPORTANTE:

A cada filiação obtida já escaneie a ficha e envie para adm@federalista.org.br pois as filiações pertencem à Comissão Nacional até que se forme a Comissão Municipal ou Estadual.

 

Mensalmente junte todas as fichas de filiação, e todas as fichas de apoio autenticadas e as envie para:

Partido Federalista

Al. Princesa Izabel 2755-B

Curitiba - PR

80730-080

 

É obrigatório que todos os apoiamentos autenticados e as fichas de filiação sejam imediatamente encaminhadas para a Direção Nacional, via correios em carta registrada ou Sedex. É para sua segurança e a de todos, além da contabilização oficial.

Assim que as assinaturas somarem 500 mil ou mais, e estivermos organizados em no mínimo nove estados conforme manda a Lei, entraremos com toda a documentação e petição de registro do Partido junto ao TSE, a tempo de obtermos o registro e podermos concorrer já nas eleições de 2014. Sua ação responsável é fundamental para que esse sonho, seu e de todos nós, seja realizado.

  

Nota: os candidatos a formação da Comissão não poderão estar incursos como réu em processos criminais com trânsito em julgado, Serasa, SPC e outros. Os candidatos nessa situação ou com processo ainda em curso, deverão informar motivo, dados de acesso para verificação, se como réu ou como autor. A Direção Nacional avaliará cada caso. A informação inverídica ou omissa no formulário ensejará na desqualificação do candidato, independente do volume de assinaturas obtidas. Isso não significa que se você tem um apontamento em SPC não possa se filiar ou liderar a criação de uma comissão.  Esta regra se aplica para casos contumazes de "problemas na praça", e não para situações eventuais, sujeitas a qualquer tempo, a qualquer brasileiro. O objetivo é realmente não permitir que ingressem pessoas com perfil muito problemático para que se beneficiem de condição política para sua blindagem contra dívidas. Este deve ser um Partido de gente séria e isso depende de todos nós.

 

DOCUMENTOS GERAIS
Formulário de filiação (necessário para os que quiserem ir formando sua respectiva comissão)

Formulário de apoio
Formulário de apoio para cadastrados no Programa Nacional de Registro do Partido Federalista.

Formulário de cadastramento ao Programa Nacional de Registro do Partido Federalista (obrigatório para obter autorização de representação do Partido junto aos cartórios zonais eleitorais)

Formulário de apoio - para uso em bolso/carteiras, bolsas, sem prancheta, no dia a dia)

Modelo para petição ao cartório/encaminhamento de assinaturas para autenticação (word editável)
Instruções para coleta e obtenção do número do titulo de eleitor nas fichas de apoio.

Estatuto e Programa do Partido Federalista

Organograma do Partido Federalista
 

 

MATERIAIS DE APOIO

Convocação (para impressão e distribuição)

Tablóide 1 (para impressão em A4 ou tablóide em papel jornal)

Tablóide 2 (para impressão em A4 ou tablóide em papel jornal - parte integrante do anterior)

Tablóide estudantil 1 (para impressão em A4 ou tablóide em papel jornal)

Tablóide estudantel  2  ((para impressão em A4 ou tablóide em papel jornal - parte integrante do anterior))

Cartilha com os principais tópicos e informações sobre o Partido Federalista, incluindo Estatuto, Programa, Fundamentos, Credo Federalista, etc.

Apresentação "Chegou a hora"

Brasil Federalista - Visão Geral - Apresentação

Federalismo - o futuro do Brasil - PDF

Materiais tais como camisetas, bonés, cartões de visita, bótons, pins, camisas polo, bandeiras, banners, flâmulas, dentre outros, poderão ser produzidos localmente, preservando-se a integridade da logomarca federalista. Em breve o Partido Federalista disponibilizará materiais de divulgação a preços muito competitivos.

 

Entrevistas, vídeos de apresentação, comentários, doutrina da Liberdade: Canal Federalista no Yutube.

 

Carteira de filiado

A carteirinha (cartão plástico do tamanho de um cartão de crédito) de filiado ao Partido Federalista pode ser solicitada por qualquer filiado diretamente para adm@federalista.org.br ao custo de R$ 30,00 com frete incluso. Enviar foto 3X4 caso deseje que a mesma seja impressa na carteirinha.

 

 

Cartão de visitas do filiado

Estamos disponibilizando cartões de visita para filiados conforme modelo abaixo:

 

 

Informe-se com adm@federalista.org.br sobre custo do milheiro, certamente bem competitivo.

 

 

Tabela geral de apoiamentos - nacional

 

UF

 

 

VOTOS VALIDOS PARA CÂMARA DOS DEPUTADOS

 

 

0,5% DOS VOTOS VALIDOS

 

NÚMERO DO ELEITORADO QUE VOTOU

 

0,1% DO ELEITORADO QUE VOTOU

 

        AC

346.126

1.730

363.570

363

AL

1.415.349

7.077

1.583.844

1.584

AM

1.530.188

7.650

1.621.948

1.622

AP

343.609

1.718

357.792

358

BA

6.684.011

33.420

7.486.735

7.487

CE

4.257.874

21.289

4.699.435

4.699

DF

1.406.083

7.030

1.550.765

1.551

ES

1.886.271

9.431

2.083.045

2.083

GO

2.988.243

14.941

3.329.636

3.330

MA

3.043.352

15.216

3.285.100

3.285

MG

10.413.335

52.066

11.838.442

11.838

MS

1.281.235

6.406

1.392.464

1.392

MT

1.506.816

7.534

1.655.212

1.655

PA

3.422.655

17.113

3.754.672

3.755

PB

1.952.737

9.764

2.232.261

2.232

PE

4.450.200

22.251

5.041.936

5.042

PI

1.668.005

8.340

1.813.324

1.813

PR

5.717.621

28.588

6.347.623

6.348

RJ

8.009.950

40.049

9.572.486

9.572

RN

1.653.375

8.267

1.877.681

1.878

RO

765.958

3.830

846.351

846

RR

222.696

1.113

233.616

234

RS

6.165.335

30.826

6.902.902

6.903

SC

3.471.076

17.355

3.900.064

3.900

SE

1.028.489

5.142

1.184.869

1.185

SP

21.972.502

109.862

25.310.267

25.310

TO

728.049

3.640

772.644

773

 

     98.331.140

491.656

111.038.684

111.038

 

 *TOTAL DE ASSINATURAS PARA O APOIAMENTO MÍNIMO = 491.656

Fonte: http://www.tre-mg.jus.br/portal/website/partidos_politicos/criacao_registro/

 

 

Equipe de Apoio Administrativo

Partido Federalista

                               

 

 

  

__________________________________________________________________________________________________________________________

IMPORTANTE!  
LEITURA DOS TEXTOS ADIANTE PARA ENTENDER COMO FUNCIONA O PARTIDO FEDERALISTA!

 

É preciso compreender, acima de tudo, que o Partido Federalista faz parte de um Movimento Nacional para a conscientização do federalismo, da necessidade urgente pela descentralização política, administrativa, tributária, legislativa e judiciária, para que o Brasil possa deslanchar como potência, especialmente diante da competição provocada pela globalização - aliás, inevitável, a não ser, que se feche o País, o que, certamente, não seria bom para ninguém.


O Movimento Federalista tem ainda o Instituto Federalista - IF Brasil, que é uma instituição técnica, doutrinária e cultural, com o objetivo de formular projetos, estudos e ensaios, implantando-se institutos congêneres em todos os estados, além do nível federal, e em muitos municípios, para replanejar o Brasil, dentro de um novo ambiente federalista,  para que se evite ao máximo, os possíveis percalços que toda mudança traz.

 

Nosso inimigo portanto, é o Modelo de Estado implantado no Brasil, e não os partidos, os políticos, os interesses estrangeiros, o governo atual, o partido atualmente dominante, pois tudo que é de ruim que está acontecendo no Brasil é conseqüência deste Modelo Centralizador, aliás, um monstro devorador de todas as energias e esperanças brasileiras - um "Devorabrás"! Uma vez que este Modelo de (des) organização seja substituído pelo Modelo Federalista pleno das autonomias estaduais e municipais, com forte descentralização dos poderes (conheça os Fundamentos), a principal causa de todos os problemas será eliminada, e o ciclo de progresso, desenvolvimento e prosperidade para todos terá início no Brasil.

 

Somos, portanto, um Movimento de transformação nacional, tanto do modelo de Estado, hoje centralizado em excesso, para um novo modelo de autonomias e responsabilidades locais – cada um cuida de si e o conjunto das diversidades fará a riqueza de todos e do País – como da mentalidade paternalista e clientelista, até coitadista de boa parte da Sociedade Brasileira. Afinal, o seu Estado se garante sozinho, ou não? Seu município, se garante ou precisa da mão do "paizão federal"? Temos certeza que não.

 

Portanto, frise-se não estamos interessados em politiqueiros, em compra de votos, em trocas de favores e todas essas coisas condenáveis que tanto o Povo brasileiro detesta. Estamos aqui para fazer o que o Povo quer, porque nós somos o Povo. 

 

QUEM DEFENDE A DEMOCRACIA  E LIBERDADE, DEVE FAZER O DEVER DE CASA

 

O Estatuto do Partido Federalista é totalmente diferente dos demais partidos políticos, veja só:

 

  1. Proibição absoluta de coligações.
  2. eleições primárias para candidatos a cargos eletivos, em todos os  níveis;
  3. eleições anuais para dirigentes municipais, bianuais para dirigentes estaduais e trianuais para dirigentes nacionais;
  4. não existe voto cumulativo nem por procuração;
  5. o modelo da formação de quadros dos delegados nas eleições para indicar candidato a Presidente da República e Vice, obedece ao modelo distrital – os filiados votam no candidato de sua preferência e os delegados daquele que vencer no respectivo estado o representarão na proporção dos votos do mesmo, na Convenção Nacional, sendo esta meramente homologatória do resultado das urnas – o federalismo começa a ser praticado dentro do próprio Partido Federalista.
  6. políticos com mandato vindos de outro partido só ingressarão no Partido Federalista, se passarem no referendo dos filiados do respectivo diretório municipal ou estadual conforme o caso;
  7. Diretórios já formados não poderão ser destituídos por “canetadas” do diretório imediatamente superior, apenas a suspensão da diretoria, em caso de recomendação do Conselho de Ética, sendo esta, substituída por suplência ou nova eleição, conforme o caso. A única comissão que pode ser destituída é a provisória, na inexistência de diretório, ouvido o Conselho de Ética do Partido Federalista.
  8. Reformas estatutárias só com referendo nacional dentro do Partido Federalista, com votos dos filiados através do sistema de representação por delegados ratificadores dos votos dados nas urnas de cada estado, ou seja, em obediência ao resultado de cada estado.

 

Como se pode perceber, este é um partido diferente, pois não tem donos feudais ou caciques, tem líderes e estes dependem do seu próprio trabalho para se manter na liderança, pois estará sob o crivo dos filiados, estes os verdadeiros donos do Partido.

 

O Partido Federalista ainda estará em atividade politica o ano inteiro, em face das regras, no interesse de cada um que queira fazer política interna ou se candidatar em eleições – tem que trabalhar e não “conchavar”... e será recompensado pelo reconhecimento diante dos filiados e não diante dos grupos de poder e “coronéis” de partidos como ocorre em tantos outros.

 

Muitos eleitores tenderão a se filiar ao Partido Federalista, pois sentirão que farão parte de decisões importantes, e não serão apenas uma ficha assinada de filiação.

 

 

CONHEÇA O FEDERALISMO

 

Para que você possa ser um bom político federalista, conheça os fundamentos do Projeto Federalista. Leia com atenção a Cartilha Federalista, se for possível, leia o livro Cara Nova Para o Brasil, disponível gratuitamente em duas versões - PDF fixo e PDF dinâmico, que se parece com a leitura física de um livro.

 

 

Sugestão de multiplicação de filiados e, conseqüentemente, de assinaturas de apoio:


Você traz um filiado que assina 01 apoio. Você pede que ele traga mais 10 apoios. Temos 11.

O filiado traz também mais 05 filiados = 05 apoios. Para cada um se pede trazer 10 apoios e mais 05 filiados cada. Temos 66 apoios e 6 filiados.

05 filiados = 25 filiados (cinco de cada um)

25 filiados = 250 apoios (dez de cada um)

25 filiados =  125 filiados (cinco de cada um)

125 filiados = 1.250 apoios (dez de cada um)


E por aí adiante.


Se somarmos tudo, até aqui, teremos cerca de 1.375 apoios. E o volume só tende a crescer, se o processo continuar. Todos são também, votos garantidos em 2010. A custo praticamente zero.

Será difícil? Como se faz campanha política? Com encontros, churrasco, linguiçada, todos se cotizam com cinco reais cada e se faz a festa. E aprende-se muito a fazer política de verdade, discutindo as propostas federalistas, ao invés das picuinhas da política atual.

 

 

 

 

 

 

 

Interessante a leitura da Carta de Dezembro/11, caso não a tenha lido, para compreender melhor a razão deste planejamento.